Rolar

Rolar

< Voltar

Os produtos derivados de transgênicos são seguros?

Responda

Sim! Os transgênicos tem um histórico de uso seguro pois são produzidos e consumidos há mais de 20 anos no mundo sem relatos públicos de efeitos nocivos à saúde humana e animal. Além disso, antes de serem liberados para a comercialização, passam por inúmeros testes em laboratório e campo e tem análise de risco feita por órgãos reguladores competentes e bastante exigentes de todos os países onde são comercializados. No Brasil, os alimentos transgênicos fazem parte do nosso dia-a-dia há mais de 10 anos, depois da aprovação da lei de biossegurança, em 2005. Ou seja, o histórico de segurança foi cuidadosamente estudado, testado e comprovado através de diversos estudos, como a American Medical Association (Associação Médica dos EUA — AMA) e a Organização Mundial de Saúde (OMS).

Eu sou pai de sete filhos e a segurança é realmente uma prioridade para mim. E os transgênicos são consumidos por nós através do alimentos ou mesmo da roupa que vestimos. Aqui você pode ler um (em inglês) artigo publicado na revista Forbes que destaca a segurança dos produtos transgênicos e aqui está uma (em inglês) ampla lista de estudos que confirmam a segurança dos transgênicos como os estudos conduzidos pela Associação Médica dos EUA (AMA) e a Organização Mundial de Saúde (OMS). Aqui no Brasil, o órgão que regula os transgênicos é a CTNBio – Comissão Técnica Nacional de Biossegurança. Como fontes complementares para consulta veja o site da ANVISA, este artigo e também esta página de perguntas e respostas do CIB.


< Voltar