Monsanto conquista o Prêmio Inbrasc 2017

A Monsanto venceu três importantes categorias do Prêmio do Instituto Brasileiro de Supply Chain (Inbrasc): Melhor Diretor de Compras, para Rogerio W Andrade, Melhor Projeto de Compras e Melhor Projeto de Supply Chain. A premiação reconheceu os melhores profissionais, projetos e fornecedores do Brasil na área de Supply Chain, e ocorreu no último dia 4 de julho, em São Paulo.

O evento está em sua segunda edição e vem ganhando relevância no mercado, valorizando cada vez mais a área de Supply. Os projetos premiados da Monsanto foram escolhidos pois visam a criar soluções por meio de programas de desenvolvimento de fornecedores, inteligência cruzada e integração da cadeia logística.

Rogerio W Andrade, líder de Supply Chain para a América do Sul, venceu no ano passado o título de Melhor Diretor de Supply Chain e, além de ganhar o prêmio de Melhor Diretor de Compras este ano, também ficou entre os finalistas para Melhor Diretor de Supply Chain, ambos no segmento de Agronegócio.

“É um orgulho muito grande, um reforço que indica que estamos no caminho correto, que nosso time é forte, que temos que continuar investindo em projetos de melhoria de eficiência e na transformação de Supply Chain, colocando o cliente como principal ponto focal”, ressalta Rogerio. “Agora é celebrar essas conquistas com a equipe e com os nossos 2 mil funcionários na América do Sul”.

O Projeto de Compras vencedor tem como objetivo compartilhar informações e boas práticas com fornecedores de diversidade, ou seja, empresas cujos donos fossem pertencentes a grupos de minoria (afrodescendentes, mulheres, deficientes, LGBT, entre outros), para que pudessem competir de forma mais igualitária no mercado.

Já o Projeto de Supply Chain vencedor promove a tecnologia a serviço do Agronegócio através de ferramentas baseadas em analytics, visando otimizar resultados em ambientes complexos, permitindo assim que a Monsanto tenha maior visibilidade, integração e disponibilidade de informações em tempo real, resolvendo as demandas em um tempo menor.

“A mudança foi muito bem recebida pelos stakeholders e com um melhor planejamento do plantio também conseguimos aprimorar o atendimento nas áreas de vendas e marketing”, conta Amanda Gontarczik, uma das responsáveis do projeto.

Artigos Relacionados