Relatório indica que transgênicos reduzem a pobreza rural

A produção de transgênicos vem apresentando cada vez mais resultados positivos para os agricultores, para a sociedade, ao meio ambiente e também para países em desenvolvimento que estão adotando essa tecnologia.

O relatório divulgado pela consultoria inglesa PG Economics aponta que produtores de países desenvolvidos receberam, em 2015, US$ 2,76 por cada dólar investido em transgênicos, enquanto que em países em desenvolvimento, os agricultores receberam US$ 5,15.

Outro importante ponto levantado na pesquisa foi o registro realizado em países em desenvolvimento sobre a diminuição da pobreza de mais de 16,5 milhões de trabalhadores rurais, em virtude da adoção da biotecnologia agrícola.

A utilização de sementes geneticamente modificadas reduziu também a pressão pela abertura de novas áreas agricultáveis e, sem elas, seriam necessários mais 11% de terras no Estados Unidos, 31% no Brasil e 13% na China para plantações de soja, milho, algodão e canola. Para conferir a matéria completa realizada pelo Conselho de Informações sobre a Biotecnologia, clique aqui!

Artigos Relacionados