O comprometimento da Monsanto com um planeta mais sustentável

Desde 2015, a Monsanto no Brasil é signatária do Pacto Global das Nações Unidas, uma iniciativa desenvolvida pela ONU e que tem como objetivo “mobilizar a comunidade empresarial internacional para a adoção, em suas práticas de negócios, de valores fundamentais e internacionalmente aceitos nas áreas de direitos humanos, relações de trabalho, meio ambiente e combate à corrupção”. Dentro dessa visão, surgiu a Agenda 2030, com 17 objetivos e 169 metas a serem atingidos até o ano de 2030. Uma agenda mundial que foi adotada durante a Cúpula das Nações Unidas sobre o Desenvolvimento Sustentável em 2015 e que visa melhorar diversos aspectos relacionados à pobreza, fome, saúde, educação, economia, infraestrutura e meio ambiente – inclusive, o uso de recursos naturais e questões de sustentabilidade.

Quando falamos de sustentabilidade, não estamos falando apenas sobre o meio ambiente, esse conceito vai muito além. “Ser sustentável está relacionado com o foco de que toda a sociedade melhore seu patamar de bem-estar e consumo, sem comprometer as gerações futuras. Sustentabilidade se divide em um tripé: além do ambiental, ela é composta por vieses econômico e social”, diz Danielly Crocco, Gerente de Sustentabilidade da Monsanto na América do Sul.

É pensando nesse compromisso que surgiu a “Virada Sustentável”, evento interno da Monsanto criado para ajudar a contextualizar a sustentabilidade na agricultura. “A ideia da Virada Sustentável é ter um espaço para discutir práticas, desafios e dilemas da sustentabilidade no setor”, conta Danielly, que fará a abertura do evento que contará com convidados em uma mesa redonda, como Gabriela Nichel (Agrotuber), Juliana Lopes (Diretora de Sustentabilidade da Amaggi), Ricardo Voltollini (Diretor Presidente da Ideia Sustentável) e Geraldo Berger (Líder da área Regulatória para América do Sul na Monsanto).

O debate vai levantar quais são os Desafios da Sustentabilidade na Agricultura, pensando em como o setor pode usar os recursos naturais de forma mais consciente e responsável, passando por Boas Práticas Agrícolas, até chegar na questão da produtividade, em que vemos a necessidade de produzir mais alimentos, respeitando o meio ambiente e a segurança alimentar e nutricional e utilizando menos terra, menos água e menos energia.

Um planeta sustentável precisa de ações globais e de colaboração como essa para equilibrar os aspectos social, econômico e ambiental.

Saiba mais sobre as atividades de Sustentabilidade da Monsanto clicando aqui.

 

Artigos Relacionados